A VERDADE SOBRE A MINHA FAZENDA! | SAINDO DO FORNO

Language:
a quente anarquista tinha vai abalar osistema muitas perguntas de vocês emrelação à fazenda ou no alto lá no altolá no altolá no alto o que é isso ai ai quem sabeem breveentão o seguinte vocês mandaramperguntas lá no instagram a gente vairesponder para vocês agora a primeiradelas que ela não é normal ter essabrisa na cara hoje alan no alto àfazenda do pl daí então com a minhafazenda e do paulo e mais as outras queproduzem outras coisas que a gente gostaque a gente confia no atual marca quecriou primeiramente falamos sobre afazenda que a gente tem aqui e aospoucos ela foi desacompanhado desselugar que a gente está melhorando ecomeçando a tomar outros rumos muito aver com a nossa casa nossa rotinaa nossa vida mas que a gente traduz emcoisas que a gente pode compartilhar comos outros e muito dessa redução de umproduto em eventos modo experiência meda vivência hospedagem uma alta curso éconstrução é um pouco levar esseconteúdo que está aprendendo para aspessoas do jeito diferente[Música]onde é na serra ela mata atlântica afazenda fica lá no alto nós brinca nafazenda fica em calçada perto de ubatubaaté um pouco de mata atlântica e onde éacho que me diz muito sobre lá no altoque é quase um deus a minha visão oresgate da mata atlântica sem descobriralgumas coisas que a gente pelacomercialização pela massificação dascoisas a gente perdeu o coisas que nãosão comerciais e acho que tem um resgatetambém do que a mata atlântica era dobrasil inteiro né e que a gente tem umpedaço que ainda que existe né que aindatem uma cultura caipira aqui nessacidade então é interessante isso[Música]vocês se conheceram a gente se conheceunuma mesa ela mesma cadeira agora mesmoa companhia mudou nada ea gente estavafazendo um trabalho com a nestlé e daímas temos pele e ele tinha fugido dessalógica da cidade ea gente estava embusca disso aí também está concordandoai airenan um impulso é publicado pela[Música]idéia ele tinha saído dessa loucura 40 ojava cidade e começar uma outra lógicaem roupa era uma coisa que eu nem sintoque este ano e sempre quis idéia e falouvamos conversar mais e daí ele falou jáa generosidade na sequência vamosconhecer bem já veio já conheceu e falouaqui mas até aí a gente ir lá no altotambém demorou uns anos foi namorando népegue aqui apaixonava outro peguinho talprática fazendo virou empresa gente todafazendo uma empresa taffin a empresa não certo rogerinho está errado isso daívai atrás vira empresa porque não épossível você tá vendendo produtos têmque emitir uma nota então empresa vocêpensar desde a agricultura familiar pormais se seja de subsistência existe umcusto existe um processo de fazer aqueleelemento crescer e uma coisa que elefalou pra mim fazenda vem de fazer entãosempre tem gente fazendo coisas nafazenda não existisse a mão na massasemana na terra só então é muito simplese pensões da empresa no brasil tem desdedo latifúndio que daí a empresa deexportação até agricultura familiar eagente está nesse meio do caminho que é aplantação experiência setra com umcaráter também de a gente consegue viverdisso também por isso uma empresa ondevocês comercializam os produtos a gentetem o site então tem esse comérciodireto que a pessoa pode comprar mas hásempre retira com a gente no dia adiferença é que a gente faz em são paulouma vez por mês mas a gente também temmais um dia quente em são paulo parafazer um curso e alguma experiência nanossa casinha que a gente tem uma baseem são paulo fez podem até um lugarzinhofísico aqui ó endereço resolver vãoter vários produtos um mês inteiro navendinha só que tem os dias especiaisque daí a gente avisa lá no instagramaluno alta e você precisa ou é uma coisaque vou fazer é seguir está no altoentão você segue estagnado há o que euatuei em vários textos legais sobretodos os processos que acontecem aquipra você consegue entender melhor comofunciona a fazenda quandoque vai ter experiência quando que vaiter construção porque assim tem oworkshop de construção sabe aquela coisado encaixe da madeira e pele estáfazendo na minha casa pois então eleensina você a fazer também fazer umatocada então fica ligado a ela noinstagram a bola no alto e você vai vervárias coisas por lá e pelo site negócioque eu recomendo muito que eu assinoantes de virar sócia eu assinei que é ohleb e assina todo mês tem o cadin é umleve menorzinho ser todo mês recebe umproduto diferente na sua casa também dápra receber café não sabe de coisa agente assim entrei no site e fo semsolução por niterói ofício da internetnão avançada é muito legal pra comprar[Música][Música][Música]como é rotina na fazenda para conseguirtantos produtos problema é o seguinte éincrível como você planta e nasce onegócio para de nascer a loucura entãoassim acaba que vai processar plantouque um mini plantou feijão ele plantoularanja o limão daqui a pouco o negóciotá dando já não consegue mais saber oque fazer com tanta coisa tipo peleentra nessa fazenda dez anos então gentetoda hora que eu venho aqui tem saco éum saco de limão ninguém aguenta mais aimagem que vem à memória entendeu quetem muito para dar cotoveladas juntamhoje leite tem muito leite da vaca entãotem que tirar todos os leitos dasvaquinhas tem que fazer e ele tem quefazer doce de leite ou mesmo que faleiporque hoje eu repito que eu gosto muitoentende queijo tem que fazer muito quetem muito queijo gostoso que vocês nãotêm noção do queijo que pele faz quemancestral que quer saber mais sobre oqueijinho gutembergs e comenta pra mimpara fazer um vídeo só sobre eles nãotenho só que absurdo[Música][Aplausos]os produtos halal no alto eles são todosorgânicos não existem vários fatorespara a gente são muito importantes maisimportante até do que o uso de adubobotox ou qualquer coisa que seja nem pormais quente não use máscaras estão foradesse selo então por exemplo se a gentepode uma fazenda que ser certificada quecumpra todas as metas do selo mas ela éde monocultura não tenho boa relação comos vizinhos ela não trata bem os animaisentão a gente acha que ele não éeficiente para a gente pelo menos nonosso modelo pode ser eficiente paraoutro modelo para outros processos maspra gente aqui a gente optou por nãoseguir esse modelo fala no alto ela éuma fazenda de agrofloresta senão agente sempre tenta seguiu as métricas daágua floresta em qualquer tipo deplantio que a gente faça a gente tambémaplica métricas em trocas ea gente fazmeio que uma junção de fatores que agente acha e acredita como um bom sensopara viver esse modelo natureza que agente tem aqui tanto com o vegetalquanto o animal é tudo meio junto simvocês oferecem cursos quais em curso deconstrução de casa tem curso de queijocosturaria natural inclusive a gente vailançar umas camisetas o chuchu sozinhoscamiseta gente gosta do pele é dar umatiradinha favor olhem o depois essascamisetas também tem um conceito quevocês vão aprender lá no instagram lá noalto e elas são todas atingidas commadeiras ou folhas de coisas que a gentetem aqui nós em nossos workshops sãofeitos por pessoas leigas assim a genteé única com o tipo de pessoa que não éespecialista a gente tenta levar umpouco dessa técnica e vivência que agente tem aqui mas para quem está nacidade que infelizmente não conseguepassar esse tempo todo que está vivendoque então os workshops por exemplo deconstrução a gente já teve caso de porexemplo o primeiro dia estava explicandosobre ferramentas a menina pedi pra elané amy passa o formão melhor furadeiraque é uma ferramenta totalmentediferente assim eu tenho para explicarcomo todo o processo funciona nossosworkshops eles são mais pautados nosconceitos de como a coisa acontece evocê sai daqui aprendendo muito maisassim do que esperando que as pessoassaibam alguma coisa ou que já tenhavivido isso antes da pergunta bempolêmica é verdade essa história deoficina de abate de galinha é e prometea gente vai continuar tendo essa oficinaa gente não é uma opção de abate degalinhaa dilma precisa de conexão com que agente come como o nosso público e como agente também come carne pra gente émuito importante conectar novamente quequando ele comeu a carne se a carne veiodo seu vivo então não é que a gente fazuma oficina de abate que mata 500lugares não é que vem pra praentender como que a galinha vive comoela a cirurgias como ela é alimentadacomo que a gente processo essa galinhaque é pegar e tirar a vida dela domelhor jeito possível do jeito que elanão sofra e como a gente faz esseprocesso ser conectado com que a gm podese parecer que seja uma coisa superselvagem ou fora da unidade mas averdade é mais humano possível que agente tenta fazer uma coisa que acontecehoje por causa do comércio do mercado detudo é que a gente tem muito essa carnepara o mercado está tudo lá em varginhacortada as melhores partes aparecidamais acostumado e tal e o que acontece éisso faz uma conexão com que a gente ése a gente pegar a gente como raçaespécie é a gente não come a carne tododia então hoje por causa da quantidadede opção gente tem a gente se conecta aimportância da carne nosso dia a diaentão ou a gente faz uma oficina que ésobre se conectar novamente o animal quevocê tem que matar pra comer é um jeitode você entender que um dia vai ter quetirar a vida do animal dois gre nal tempartes que de repente você nem conheciae você vai ter que se acostumar com umpaladar e com um monte de coisa e assimele deixou de viver pra te dar oalimento então o que é esse animal queesse alimento que tinham essas partestêm que comer quanto tempo vai demorarpara fazer isso há uma galinha voupassar uma semana com ela nos cursos quea gente faz aqui de conexão animal denovo assim é reconhecido com a comidanas pessoas vêm para cá e cada umentende o processo mata seu próprioanimal limpa seu próprio animal épreparar todo aquele alimento do jeitoque seja conectado que a gente acreditasem desperdício zero sprite do melhorjeito possível entendendo outros métodosde culinária para fazer aquilo de umjeito que seja palatável para o seugosto então a gente acha que umareconexão o mesmo movimento é entenderque ele é muito mais importante do que agente poder comer todo dia aqui em casao presidente quase não come carne mas agente acha muito importante comer carneprotesto conexão é uma fazenda nafazenda vegetariana é uma fazenda queexistem animais que são criados aqui bemsão os quatro sócios três são onívoros euma é flex italiana nem sei mais a quemeu não como carne vai explicar issono vídeo isso é exatamente é muito novopara mim mas pra mim o processo pragente aqui a gente quer estar integradoà natureza humano ele é integrado com anatureza é desde sempre ele sedesconectou nesses últimos centenas deanos né que estão aí pra gente aconvivência o animal é muito importantea gente aprende com ele todos os dias euacho que existe uma relação muito forteentre a gente os animais a gente quertratar do melhor jeito possível nosanimais não são confinados aqui todos osportes que a gente tem são tratadospastores vivem soltos no meio dacapoeira pra gente é importante naverdade sempre usando a natureza atravésdo contato animal e ver se a gente temessa separação[Música][Música]explica a grande diferença de umaindústria da carne onde os animais sãoproduzidos em larga escala os poucosparques que a gente tem aqui asvaquinhas que a gente tem que aindústria infelizmente hoje o alimento épautada na redução na quantidade decoisas no tempo que ela pode entregarentão por exemplo desde a alimentaçãoseja bovina suína outra coisa de avestambém ovos ela é pautada por entregarmais cedo e mais rápido para oconsumidor isso né então os porcos hojesão abatidos com seis meses praticamentequase assim criados dentro de um bicobem pequenininho que recebe um tipode ração o objetivo de engordar para servendido como carne aqui a gente pregamais a felicidade do animal e como elevive mesmo então o nosso animal que porexemplo um pouco abatido com três anos epouco que de brincar é maior longevidadedele aquilo que sempre vence no meio dafloresta por exemplo os porcos selvagensque tem hoje né então ele vive solto elecome diversificado ele tem outro tipo deprocesso com leite nossa mesma coisaentão em vez de da ração e tal na quenteem piquetes que a gente conseguealimentar a vaca do jeito mais eficientepossível pra ela ter uma boa qualidadede leite de vida também então é bemdiferente do processo fábrica mesmo queinfelizmente hoje a grande maioria dosalimentos que recebe em casa sãoprovenientes[Música]você eo pele largaram sua vida em sãopaulo pelo estilo de vida da fazenda ouvocês sempre foram do interior não peletem uma história forte com o interiorassim em campo porque ele cresceu emgoiás então ele tem essa noção do mal deviver ali e eu tenho uma relação com anatureza rocha que ela tinha lesão etambém muita praia eu e minha famíliamais parte litoral assim então a gentenão tem mais essa escolha que a gentefez foi pelo aprendizado que a naturezapode usar pela freqüência de ritmo devida que ela tem também o pl seja umresgate de uma memória que tem mais pramim foi muito mais que saber que aquiera um lugar onde poderia encontrar oestilo de vida os tempos que euprecisava[Música][Música]olhalá eu quero saber agora sobre internettv e eletricidade na sua fazenda comoque vai ser também acha a quenteanarquista gente é abalar o sistemaagora a resposta certa a gente podeescolher ou não depende do sistema aquina fazenda original ano alto 1 quecomeçou toda a história foi que eleentrou e aqui eles começaram já tinhaenergia elétrica então aqui por exemplotem o sistema na rede de energia entraaqui a internet enfim em 4g todas essascoisas aqui funciona quando o tipo acabainternet como é que a gente chama e nemmembro na net ea dona nety às vezes saide laranja e mel ea pilar fica chamandodona nety lá na grama que foi onde agente comprou e agora que faz parte dono alto também quando chegou lá nãotinha energia elétrica ea gente escolheucontinuar não tendo energia elétrica quevem pelo sistema normal de fornecimentoe abastecimento de energia elétricapadrão lado a inglaterra tem nascenteentão a gente tira de lá que também lá agente vai colocar a placa solar entãovai depender da rede cbs elétrica eesgoto em receber o gestor então tudoque a gente produz a gente coloca umbiodigestor isso vai virar mar seguiráum programa na o biodigestor na verdadeele processa toda água negra que sechamará do crime dodô privada e tal e aíprocesso ele transforma isso numa água95% pura que ela já pode pra terra nãopode parar direto ela pode ir à terra eela é filtrada e ela transforma e tambémno lodo inodoro ele também já adubouentão você pode tirar ele já colocardireto onde você quiser então ele nãotem um resquício que seja tóxico ouqualquer coisa do tiposó tenho medo de merda humana é nossa ado resto do adubo também os animais emmédia também toda merda entendeu naverdade assim a gente neste mundo e se agente faz cocô quer dizer que é naturalné então como é que se pode aproveitarisso de um jeito que seja legal que nãoseja tóxico se não faça mal é que agente não coloque um lugar que aspessoas vão utilizar para toda uma coisaoutras famílias podem participar oumorar na sua comunidade então hoje nãoestá aberto ainda uma coisa não estámorando aqui faz cinco anos faz dez anosque a gente está fazendo aos poucos ascoisas vão acontecendo não é planejadajá teve amigos que moravam aqui com agente já teve amigos saíram amigos queentraram agora entrando mais outrosamigos também participando de todo oprocesso ea gente acho que aos poucosvai se abririndo e o melhor jeito de estar presenteque junto com a gente são os cursos quea gente faz a gente oferecendo todo mêsassim e também a partida com um tempinhode como vai começar a oferecerhospedagem também tem a minha casa é acasa de pele eles se hospedam na casadele pra morar eu na minha é ainda nãomas assim avisou shoppings mais famosasaqui do ano alto foram de construçãoentão além das casas marcenaria roloucabana já foi feita no mato rolou aconstrução da caverna de queijos e é umacoisa que a gente pensa assim num futuronão tão distante a gente fez algumasexperiências de hospedagem sem que não éisso espero que vocês tenham gostado dagente explicou um pouquinho do que elano alto agora o vídeo está acabandoclique no vídeo do lado que estáaparecendo deixa seu leque no vídeo sevocê tiver mais dúvidas mas questõessobra lá no alto comenta aqui em baixopra mim que em breve a gente faz umoutro vídeo respondendo e você não temmais dúvida nenhuma sesper tãomaravilhoso seja a seguir o instagramanual do segmento aqui embaixo lá noaltoum beijo enorme até a próxima

A minha fazenda Lano-Alto!
O que produz? Quem faz? Como funciona? Respondemos todas as suas perguntas sobre essa fazenda hipster incrível!

Imagens: https://www.instagram.com/brejo.co/

• Inscreva-se no canal: http://bit.ly/danidoce
—————————————-­­­­­­­­———————————­-­-­-­-­-
• Livro Por Uma Vida Mais Doce • http://bit.ly/livrosickfd
• E-book Por Uma Vida Mais Doce • http://bit.ly/1AKnvvO
• Livro A Receita da Felicidade • http://bit.ly/felizdanii
—————————————-­­­­­­­­———————————­-­-­-­-­-
• Dani por todos os lados:
Twitter: https://twitter.com/nocedanielle
Instagram: www.instagram.com/nocedanielle
Instagram: www.instagram.com/daninocereceitas
Site: http://www.daninoce.com.br
—————————————-­­————————————–
• Contato • cintiaadriani@enfimfilmes.com.br
—————————————-­­­­­­­­———————————­-­-­-­-­-
Direção e Produção: Paulo Cuenca e Danielle Noce
Edição: Amanda Fortes

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *