COMO LIDAR COM CRITICAS – CORAGEM DE SER IMPERFEITO LIVE

Language:
oi gentee se o mesmo está tudo ok a gente jáestá no ardireitinho aquipelo jeito já estamos vamos ver se játem gente por aqui chegando nome dandooi aí pra saber se está tudo bem estátudo certoeu acho que eu vou ter que tirar o anjodaqui né pra não dá é pra vocês oileila jataí ge maria roseli cassiatatiana tudo bemkarina bernard já thaísa olha primeironachegandoai que legal vocês por aqui gente hoje aeliminação ficou até um pouquinho melhora câmera também semana passada essacâmera não paulo legal comigo nãovalorizando ficou tudo azul a imagemmas eu não sei é eu não sei eu troquei acâmera achando que tinha tá fazendo umbom negócio mas dessa sensação vendoque a gente estava escurosó que eu tô com a soft box com a luzligada e parece que a gente está noescuro não seisão coisas coisas da vida mas não soubacana né e assim eu consigo também temuma visão melhor do chat ou consigo nãofica passando na tela então eu consigofalar com vocês melhor e depois vocês medão é que o feedback se vocês estãogostando assim ou sequer que volta promeu telefonea minha mãe tá aí e mãe dá umamoralzinha negatambém né gil floripa iraniléia sueli toledo alessandra rosa fláviaursula brandão vanderson cavalcante olhalá da família será não conheçovanderson multipessoal ele vai que eu tôfalando não conheço e é da família néeu sou dessas ana cláudia gente entãohoje vamos falar de um assunto bem sériogisele eu vou até dá um oi juceli o ju euma gisele do workshop beija mil tambémsair do workshop cleiton sidinéiarozanna que bom muito bom ver vocês poraqui viu gente é hoje vai falar de umassunto sério não é que a gente vaifalar sobre críticas e e eu separei umconteúdo bem legal pra vocês porqueinclusive tem indicação de livro comisso que estou fazendo jornalistacomportamental e tem um livro que euacho que pode ajudar muito vocês e queinclusive eu coloquei no título né do danossa live de hoje que é coragem deserem perfeito então no final a gentevai falar um pouquinho também sobre olivro para trazer também uma soluçãoprática pra te ajudar realmente a lidarmelhor com as críticas e por isso tudo18 dando assim um tempinho pra genteconversar tudo gente manter pato porquedepois eu quero entrar no conteúdo e aíeu não consigo ficar lendo as respostasde vocês nem ficar andando oi aí no meiodo do conteúdomas eu espero que vocês gostemessa live é assimé um assunto muito pedido aqui no canalmas a gente eu queria voltar muitovoltar com a série não é comportamentalou e alice maria mas se chegou é euqueria muito dar andamento na série deauto estima porque muitas de vocêspediram néessa série eu tenho muito conteúdo paratrazer sobre essa série cada vez mais néeu me sinto à vontade para falar desseassunto e eu acho que eu sei comocontribuir mais na vida de vocês tambémdepois do meu trabalho com um shopping etrabalhando com tantas mulheres depersonalidade diferentes de idade etambém de estado emocional diferentecada uma da outra então pra mim tá sendomuito enriquecedor e eu sei que hoje euposso contribuir na vida de muitasmulheres e também é isso me dá umconhecimento também prático do quefunciona eo que não funciona e do decomo eu posso ajudar vocês aqui e tambémno canalentão é eu queria muito voltar com asérie de auto estima mas eu não estavatendo tempo hábil de gravação paraconseguir trazer esse conteúdo paravocês não conseguiu encaixar na minhagrade aí de vídeos no cronograma docanal mas a iaa a sony dell sugestão nãoé de falar sobre críticas aqui no canalachei que era um bom estádio e sim pragente voltar a falar sobre ocomportamento porque se vocês não sabemeu sou a consultora de imagem e estilopela escola de moda aqui de lisboa e sóo fato de a gente trabalhar com a imagema gente acaba ganhando uma certaexperiência também na partecomportamental né gente acaba precisandose especializar um pouco nessa área eusempre fui uma curiosa meu unafe um dosmeus primeiros livros por conta assimque eu me interessei ale foi o livrosobre inteligência emocional e de lá eunão parei eu li vários livros sobreneurociência em ser nenhum intuito de umdia vira trabalhoé com isso era mesmo uma curiosa equeria me desenvolver como pessoa e hojeisso faz todo sentido néme ajuda muito no meu trabalho e hoje aanaa ju também do curso só lei também diz ldias eles angela xinai da é issomesmo os sinais da china falou que ébacana falar de coisas sérias de umaforma levepois é pois é eu achosabe eu acho assim ainda mais depois queeu comecei a trabalhar com a imagemeu é comecei a buscar também formas decomo me desenvolver como pessoa buscartrabalhar também a parte comportamentalpara ajudar as minhas clientes aconseguirem também é um desenvolvimentoque não fosse só externo é que fosse umuma transformação completa e na verdadequando a gente muda externo ou internotambém mudamas é claro se a gente tiver um suportepra lidar com essa parte emocionalquando a cliente está mais sensibilizadatambém é muito bacana e por que que euachei interessante a gente falar sobre oassunto de críticas é eu vou te fazervou fazer uma pergunta aqui pra todosvocês tá se vocês também não trouxeramcaderninho pra essa live eu sempre falonem quando eu vou dar conteúdo assimtambém comportamental sempre gosta quevocês peguem um papelzinho uma canetapara anotar porque sempre tem algumasperguntinhas eu sempre é do assim algunstópicos alguns conteúdos que é bacanavocês notarem porque também ajuda aassimilar o conteúdo fazer umaautoanálise né que essa também é aintenção desse tipo de série a genteolhar pra gente e conseguir tambémidentificar o comportamento dos outrosde uma forma prática e bem assim levecomo a china ainda faloue hoje a primeira pergunta que eu querofazer pra vocês responde rápido estárápidono final do vídeo eu vou dar minharesposta sincera zona então vocês tambémdá uma resposta sincera não é aquelaresposta sim tipo pensada não é o que osoutros falam ou pensam sobre você e telimita ou te define então vou repetirpra você responder e o que os outrospensam ou falam de você te limita oudefinir então é um outro tá no final agente conversa sobre isso e podem ircolocando aqui se vocês quiseremcompartilhar agora amanda já colocou aúrsula também isso aí uma[Música]é bemai que bacana ver a resposta de vocêsum efeito então é vamos falar sobre umaum tópico também é muito interessantebem bacana pra gente entender é o que oque são as críticas não é porque a gentefala assim há a crítica é sempre umaopinião externa né e tem existe aautocrítica que aquela crítica que agente faz sobre nós mesmos masnormalmente vem de uma outra pessoa ecom o olhar e com as convicções com asidéias dela sobre você ou sobre um atoque você fez um comportamento que vocêteveisso é uma crítica em a gente costumadizer ah porque tem a críticaconstrutiva e tem a crítica negativaa verdade é que não existe críticaconstrutiva de fato existe toda críticaela é destrutiva no primeiro momentotoda críticaagora depende de como a gente lida comaquela crítica com aquela opinião daspessoas sobre você e se você realmenteconsegue identificar o porquê aquelapessoa fez aquela crítica quem é aquelapessoa com qual intenção se vocêconsegue é fazer essa análise e filtrartudo isso de uma forma não emocional nãolevar o coraçãoe aí quando a gente consegue fazer essafiltragem de todos esses elementos quecompõem uma crítica que estão por trásde uma crítica néé porque tem vários fatores que estão aíexiste a a opinião dessa pessoa o gostopessoal dessa pessoa existe um parâmetroque aquela pessoa e estabeleceu sobreaquele seu comportamento ou sobre você eà existe um padrão também emocionaldessa pessoa porque essa pessoa está alicarregada de emoçõesentão a gente vai falar sobre o porquêtambém as pessoas criticamna época as pessoas também se sentemmotivadas e dependendomotivação essa crítica ela podecontribuir de uma forma mais fácil maisleve na sua vida mais descontraída àsvezes a gente nem percebe que é umacrítica de tom leve e gostosa que apessoa que coloca aquilo mas às vezestambém como ela vem carregada doemocional dessa pessoa às vezes ela vemde uma forma tão pesada que não tem comoa gente lidar com aquilo de uma formaserena tranquila nem sempre rola é issojustamente por causa dessa cargaemocional que a pessoa que criticacoloca em cima é de nós né que são oscriticados no casoentão é o primeiro ponto é justamenteesse a gente entender que toda críticaela vai vir vai duas vezes dói umpouquinho no começo não tem problema doeua gente vai ter que parar respirar eentender o que tem ali por trás daquelacrítica né e aí dependendo se forverdade se realmente a pessoa tiver umaintenção de fazer uma alerta de fazeruma correção e que você possa enxergaruma coisa que antes você não estavaenxergando ela é construtiva então depende muitode como você vai lidarvocê vai filtrar aquilo ali porquesempre que a crítica vem ela destróialguma coisa que você achava que estavaótimo que estava maravilhoso que pravocê estava perfeitomuitas vezes a pessoa venha destruiraquilo ali mas às vezes ela fez com aintenção não só de destruir mas tambémde alertar de corrigir e aí pode serbenéfica para você se você conseguirrespirar e filtrar isso daímas muitas vezes também a gente consegueidentificar que aquela crítica não temnenhum fundo de verdade a pessoa veiorealmente para destruirela veio para desmotivar ou às vezesporque ela não entende nada daquilo doque você está falando e também isso émuito comumàs vezes há pessoas intitula um críticode um determinado assuntoela não domina e ela vem e dá opiniãodela e é bacana a gente entender queessa pessoa não tem domínio do assuntoela não sabe do que ela está falandoentão a gente não precisa relevo é levaraquele em consideração não pegar aquelelixo pra gente deixar pra lá e primeiroentão pra gente diz diz né destrincharesse assunto e das críticas e começar aentender quando a gente consegueidentificar quando uma crítica éconstrutiva e quando uma crítica não éconstrutiva aí fica mais fácil para agente né lidar com tudo isso e fazeressa filtragem realmente né fazer umafiltragem do que a gente vale a pena agente parar perdeu um pouquinho do nossotempo para tentar entender aquilo equando a gente pode olhar e falar numnão deixa quieto não tem nada a vercomigo e isso é um problema dela e vamosdeixar pra lá então primeiro tá euseparei aqui os tópicos de o porquê aspessoas criticam aqui eu vou dar umalidinha que eu tô falandode acordo com o que eu já estudei e masaqui eu quero dar realmente os tópicoscertinho até pra vocês se vocês quiserema lutar é bem bacana porque depois vocêsconseguem fazer uma autoanálise e tambémfazer uma análise bacana e quando vocêreceber uma crítica e não se sentir bemaquilo que desmotivaentão você pode pegar essas anotaçõesler com calma e tentar é encaixar aquelacrítica nesses motivos né do porque aspessoas criticam quando a gente entendeo por quê e com que intenção uma pessoafez aquilo é muito mais fácil a gentelidar com esse problemabom então o primeiroas pessoas criticam como aviso como umaalerta de algo que não está bacana quenão está legal némas normalmente essa crítica a gentetambém consegue identificar que é de umapessoa que ela gosta de vocêuma pessoa que se importa com você enormalmente ela vem tão elaborada detanto carinho que a gente nem percebeque é uma crítica mas normalmente apessoa vem com aquilonossa olha isso que você fez é tãobacana mas olha se você fizesse sim ouaté mesmo pra te pontuar um erro tipo éaquela amiga que vai demandar um directfamílias e rua e na legenda está erradoo português você matou português hojeentão dá uma olhadinha e dá umaconferida que essa legenda essa palavraestá escrito errado mas a pessoa vemaquela boa intenção de fazer um alertaela não vai lá nos seus comentários enão vai falar em off matou portuguêsolha essa palavra não espera assim issoé quente que entendeu então tem um certocuidado normalmente essa crítica vem deuma pessoa que gosta da gente né e aí agente tem que abraçar não tem que tercompromisso com o erro né nesse caso eusou super aberta sem super a favor dessetipo de crítica porque a gente não temque ter compromisso com o erro não étodo mundo erra ea gente tem que sim tercoragem de errar se permite errar nettercoragem de ser um perfeito que é até onome do livro que eu quero indicar pravocêse nesse tipo de crítica é bacana porqueé uma pessoa que ela se coloca no seulugar e ela fala com você como elagostaria que falar assim com elaentão é sempre construtiva se você nãofor uma pessoa né que é muitoperfeccionista porque o perfeccionistaele não vai gostar de ser apontado odedo mesmo que a pessoa veio com amelhor das intençõesentão a gente tem que avaliar a intençãoda pessoa ea gente tem que avaliartambém a nossa reação naquela naquelemomento que a gente recebe a críticao segundo à e também muito bacana dessetipo de de crítica é que normalmente opessoal jovem com uma solução para vocêentão nunca é uma crítica negativasempre é construtiva aí vai depender daforma como você lida com isso então émuito bomana quando a pessoa vem criticar umaquestão um dialeto de aviso e queria teajudar realmente agora tem a segundacrítica que a crítica da correção é apessoa vem com o motivo da correçãonesse segundo momento aí já é operfeccionista que está fazendo acrítica e quando é um perfeccionistaperfeccionista só existe uma forma deuma determinada coisa a ser feita é quea certa é a forma certa ea forma que eleacredita que a forma certa então operfeccionista ele é muito exigente comele mesmo e por isso ele também é muitoexigente com o outro ea necessidade delena hora de fazer com que essa condição émostrar pra você e tipo nossa você rocomo assim né eu me mato para serperfeito e você vai é assim se permiteerrar você não tem o direito de errarporque eu não posso errarentão normalmente aquela pessoa que porexemplo uma amiga vem e critica a roupaque você está usandomas ela não fala assim nossa do setorficou tão bem que bom que você temcoragem de usar eu não me sinto bem euacho que essa roupa marca muito a minhabarriga é uma crítica de umapessoa não é uma crítica é um nesse casoé um comentário e ela está mostrando praela sua a vulnerabilidade dela desseesporte usar aquela determinada roupaagora uma pessoa perfeccionista umapessoa que ela se cobra muito ela não sesente bem com o próprio corpo mesmocorpo delas vezes tão bacana dando muitolegal ela vai achar que tem um problemaentão ela vai te criticar ela vai falarnossa você tem coragem de usar sua roupanossa eu acho que essa peça de roupamarca muito a barriga eu não tenhocoragem de usar então é no fato dequerer te corrigirela quer limitar e ela quer dizer vocêtá usando isso isso é errado eu não usocomo assim você vai usar eu que tenho oo melhor que se eu não me dou essedireito porque eu acho que não ficabacana e como você se permite usar issoentão era um tom de realmente quererfazer uma correção de que você não façamais do que ele eu porque ela não achocerto e depois tem o terceiro motivo deque as pessoas criticam que é como umademonstração de podernesse caso é muito fácil a gente néidentificar também e aí nesse casotambém vem com uma carga emocional dapessoa muito grande porque normalmente apessoa ela vem com a intenção da críticade mostrar que ela é superiorentão essa crítica é uma crítica quecostuma do é bastante porque a pessoasempre faz pra mostrar né e é aquela suainsignificância e e aí ela acaba sendoum pouco dura demaise normalmente nesse tipo de crítica apessoa também não te dá a solução entãoé sempre uma crítica mais destrutivadificilmente a gente consegue tirar algode bomàs vezes a gente puxa muito né puxarmuito nessa crítica a gente até às vezesconsegue arrancar algo de bom disse daíe identificar um ponto que realmenteolha é talvez ela esteja certa néé eu lembra a primeira crítica querecebi aqui no canal depois eu vou falarpra vocês como eu lido com as críticasmas eu lembro muito é de uma crítica àprimeira crítica que eu recebi aqui nocanal foi uma crítica assim que é apessoa que foi muito dura comigo ela foimuito pesada e é dnaquele momento eu não reagi bem eufiquei muito triste que eu me desmotivoumas por que a pessoa estava com umacarga emocional a lei carregando e eutambém estava com aquele vídeo porquefoi o primeiro vídeo que eu fiz em umformato novo com o editor novo entãoassim fiquei uma semana premiando doeditortentando colocar os looks em cimao do do vídeo como eu costumo fazer aquipra vocês e foi muito engraçado porqueeu depois de uma semana virei noitetentando entender o editor assim mesmotentando comprare aí quando eu postei o vídeo é veio umamenina inclusive tem tinha outro canaltem outro canal de moda né e porque eunão sei se vocês fazem isso mas eutambém faço no ser humanocliquei pra ver quem era a pessoa né eno dia foi muito dura comigo foi muitodura com os looks foi muito dura com umé o meu corpo e que ela prefeririaimagens da internet porque eu tinhacolocado meus looks e tudo maise eu sei que aí no final da frase elacolocou assimaí você não pára de se mexer não consigonão consigo ver nada da roupa nemconsigo ver a roupa direitoaí eu fiquei olhando olhando aquelacrítica aí vivem poxa vida néme dediquei tanto tempo nisso aí acheique ia ser tão bacana conseguir colocarisso no no vídeo e aí a pessoa veio etipo jogou um balde de água fria mesmoem mim mas aí depois analisando comcalma ela também tinha um canal no mesmosegmento talvez é aquilo pra elaincomodou é um formato é que talvez elanão fosse conseguir fazere talvez ela não se sentir se bem com opróprio corpo e ela pensou nossa elaachando que ela tem corpo para vestir aroupa e colocar aí então é aquelacrítica toda eu vi que podia ter muitodela né e que aquilo não tinha a vercomigo porque é por mais que elaestivesse falando mal do meu corpo pormais que eu sei que eu não sou nenhumpadrão de beleza que eu não tenho é umcorpo perfeito eu tenho celulite estriatenho tudo que todo mundo tem né só queé ali não estava em questão meu corpoestava em questão a roupa né eu queriamostrar o lookentão pra mim o meu corpo hoje não é oproblema nenhumeu estou muito bem com o meu corpo dojeito que ele é com todas as suasimperfeições e sabe talvez aí depois queeu parei pra pensar nédepois de muito pensar sobre o assuntoeu pensei poxa vida talvez ela nãoesteja bem com o corpo dela né talveznão tenha a ver comigo talvez tenha aver com o problema dela com ela mesma eela acha injusto eu tenho coragem depostar né de não ter vergonha do meucorpoe aí eu pensei não tudo bem só que aindaaquela crítica toda uma coisa que euidentifiquei que ela falouela falou que eu me mexi demais que nãodava pra ver a roupa e aí eu pareiassistindo peguei entrei no vídeo eassistir o vídeo com calma aí eu faleipoxa vida realmente estou mexendo demaiseu mexi muita saia eu fiquei levantandoo péeu acho que realmente nisso daí eu possomelhorarentão foi uma crítica extremamentenegativa que me tirou um pouco do meucentro por uns dois três dias no mínimovocê bem sincera mas eu consegui tiraruma coisa de positivo naquilo néagora é preciso a gente ter é essesparâmetros entendem isso de porque aspessoas fazem as críticas que nemsempre é está relacionado com o que agente pensa existe uma frase até de umlivro mas agora não vou lembrar que oque as pessoas dizem né as críticasnormalmente elas dizem mais sobre apessoa do que sobre quem ela critica néentão principalmente quando ela não vemnem no tom de alerta e nem no tom decorreção é porque aí ela tá realmentecarregada de um monte de detritoemocional que a pessoa está carregando eàs vezes ela vem e tentar depositar emvocê tá bacana a gente conseguiuidentificar o que que é do outro e o querealmente é nossonesse caso eu consegui descobrir que oque era meu era o fato de eu me mexermuito realmente aquilo podia sermelhorado e toda vez que eucavalo que eu lembro dela olha só ela medeu um presente então não posso acharruim néé agora o nosso quarto motivo é tambémum motivo muito negativo que é o dedepreciação para desencorajá aquelapessoa que faz uma coisa que elagostaria muito de fazer isso também émuito comum é muito triste a gentepensar que as pessoas façam isso masisso é comum isso inclusive podeacontecer dentro da nossa própriafamília pode acontecere às vezes a pessoa não consegue fazeruma coisa não consegue correr atrás dascoisas que ela quer que faz sentido praela e ela vem e te faz uma crítica comaquela intenção de te desistimular àsvezes você vê que não tem nenhumfundamento não tem nenhuma veracidadedaquilo que a pessoa está falando mas àsvezes por ela não conseguir é fazeraquilo ela acaba jogando esse de 30 emvocêisso também vou dar um exemplo aqui deroupa com o canal é de roupavou dar um exemplo se bem leve bem sutilpra a gente consegue entendernormalmente é aquele caso assim que umaamigaé ela não tem o mesmo estilo que o seuela não consegue se vestir daquele jeitoela tem uma certa dificuldade na hora dese vestir ela não tem tanta facilidade eos estilos de vocês são completamentediferentes mas você está muito bem comseu estilo com as suas roupas muito bemobrigada não pediu sua gestão não pediopinião nem nada e amiga vem num momentoque você acha que você está linda porquea gente sabe quando a gente acha que agente tava pagar toda a gente olha noespelho gente fala não está bacana eagente sabesó que aí a amiga vem e fala nossa masvocê vai assim nossa essa cor que chamamuita atenção é muito extravagante ficabrega usoporque se um todo coloridas estampa ainão combinaentão assim você vê que às vezes ela temuma intenção ali de te mete tirar do seucentro também justamente porque ela achaque você vai chamar mais atenção porquetalvez ela gostaria de usar aquilo e elanão tem coragem e aí ela sente que elanão tá altura né aquele caso também daamiga quando vem a amiga que se afirmeaquela dieta amiga vem em 60 do saláriomas você é louca com singh se vai fazerdieta é melhor trazer da mina é comer néisso a gente vê que às vezes é o mesmoreclama do peso fala que tem que fazerdietamas aí a hora que ela vê você fazendo aoinvés de encorajar diploma não é mesmomiguel faz ver se dá certo texto essadieta que se der eu vou fazer também nãoela quer de tirar daquele centroentão você vê que você indo nocaminho certo mas a pessoa tá querendode puxar a gente também consegueidentificar bem fácil esse tipo decrítica e realmente ele existe e porúltimo é com a válvula de escape paradescontrair a descontar a frustração queessa pessoa tem sobre ela mesmaisso é muito comum a gente ver muitohoje em dia nas redes sociais néé principalmente assim às vezes demulheres lindas assim é eu eu acompanhoo instagram da bruna marquezine eu achoela e ainda acho ela uma excelenteprofissionalacho ela uma menina muito inteligentemuito nova muito jovem e muito maduraapesar de muitas pessoas não concordaremcom isso mas é o instagram dela assim datristeza da depressão hoje em dia é oolha só as fotos eu não paro nem praolhar os comentários dela porque aquilome faz mal sabe me deixou malalguns minutos e eu não gosto dissoporque eu vejo ele como que as pessoasestão ali jogando detrito em cima dameninasó pra se sentir um pouco melhor comelas mesmaseu não sei né como que isso podebeneficiar alguém mas algumas pessoas sebeneficiam desse sentimento de poderfalar criticar itália apontando o dedopra outra pessoa e isso de alguma formatraz algum alívio alguma satisfação oque é bem org do mais é o mais comum agente consegue ver isso com muitafacilidade na nossa sociedade hojeentão assim é o pior tipo de críticadestrutiva porque ele tem o únicointuito de destruir realmente e só dealiviar não tem uma projeção não tem nãotem nada a pessoa só que é realmentecriticar e falar malentão pra mim esse é o pior assim e hojeem dia no instagram principalmente issoé assim né moeda fácil e deixou veragora aqui é a freqüência do nossoconteúdoah eu quero fazer também quero que vocêsfaçam três perguntas está quem anotou eos motivos é muito bacana e e aí a genteconsegue fazer essa relação é de motivosea gente conseguiu identificar o motivopela pessoa que fez a crítica porque émais fácil a gente analisar outra pessoamas também é bacana a gente seautoanalisar e aí as próximas perguntasa gente tem que se fazer quando a genterecebe uma crítica nessa saber entenderé como aquilo mexeu com a gente e paraconseguir fazer esse filtro mesmo eé uma coisa uma colocação que eu queriafazer antes é porque assim na nessa erade redes sociais néas pessoas falam assim ah mas eu tenhodireito de criticar pessoas se expôs eeu tenho direito de criticar tem odireito de dar minha opinião sim euacredito que a gente tem todo o direitode dar nos a nossa opinião mas eu achoque tem certas opiniões que a gente sódeve dar se a pessoa pedir nessa pessoaperguntar e mesmo assim a gente tambémtem que parar pra analisar e se fazeruma pergunta assim eu acho que tudogente tudo de verdade tudo pode ser ditovocê pode chegar em mim e falar cáhoje eu achei que você tá feiasó que aí você vai encontrar um jeito deme falar isso não vai falar assim k hojevocê tá feia né então o que você vaifazera hora que você for fazer essa essacrítica é você gostaria de ouvir isso deque alguém tivesse você falasse nossacomo eu passei hoje porque as pessoasfazem isso as redes sociais hoje elasacham que têm o direito de fazer issocom outra pessoa mas aí a pergunta évocê gostaria de ouvir issoentão a pergunta que a gente tem quefazer na hora de fazer uma crítica éjustamente fazer é essa auto análisecomo eu gostaria de escutar isso né nãotem nada que você não possa dizer desdeque você não se coloque no lugar dooutroantes a gente tem sempre que se colocarno lugar do outroantes de fazer uma crítica porque aí nomomento que a gente se coloca no lugardo outroa gente pensa ok não tá bacana realmenteela não tá legal hoje não tá bonitasemana passada mesmo que vocês tivessemfalado pra mim que estava azul parecendomais marchetti eu ia aceitar acreditar eagradecer o aviso porque depois de ouvirna gravação estava brabo mas ninguémfalou vocês sãomas fomos todos vocês são as queridasentão muito obrigado aí pela por essecarinho mas é se alguém quiser falarpodia falar mas a gente tinha queencontrar o jeito certo então a gentetem que encontrar um jeitoolha eu acho que o seu cabelo ficamelhor assim né eu acho que você poderiafazer issoolha você já tentou usar tal produtoa gente tem sempre um jeitinho nevo devocê encontrar uma abertura desde quevocê tenha essa abertura para falar coma pessoa sobre aquele assunto ou seaquela pessoa também pediu a sua opiniãoaí você tem e seu mais sincero possívelisso é dentro do workshop a gente tem osexercícios né do grupo que são feitos emconjunto também dá um exemplo prático éque as meninas que estão aqui no grupovão poder testar o que eu tô falandoentão a gente tem um grupo onde a genteinterage e tem os exercícios do grupomas também tem os exercícios que asalunas podem enviar no privado dentro domódulo 9 a gente tem um módulo deestimular a criatividade ea aluna montatrês looks com a mesma peça e podemandar eu analiso e do meu feedback decada look e nesse exercício eu costumofazer correçõeseu faço críticas no tom de correção dealerta às vezes eu falei olha ficoulegal mas assim você poderia poderia serfeito de uma forma melhor e tudo mais esempre também dando sugestão porqueestou trabalhando com o que como gostopessoal de outra pessoaeu não posso falar você deve usar talcoisa sempre faço num tom de sugestãomas as condições são feitas as meninasadoram esse feedback e eu acho que eutenho que ser o mais sincero possível senão funcionoudo ponto de vista técnico da montagem dolook é eu tenho que alertaragora é uma questão de gosto pessoal eutenho que respeitar porque gosto pessoalentão eu tenho que respeitar essa partemas as correções são feitas só que nãodentro do grupodentro do grupoeu quero que as meninas sintam queaquele ambiente assim seguro pra errarporque isso a gente tem que ter coragemde ser imperfeito de montauk e néacontece o método é justamente esse nomené como superar o medo de errar no lookea gente só supera o medo fazendo o quêné errando tropeçando aprendendo tendoacesso a conhecimento pra conseguirrealmente superar esse medo então euquero que o ambiente do grupo seja umambiente mais saudável possível e que apessoa senta se sinta segura pra errarsó quando eu vejo alguma coisa que nãotá legal eu faço a correção no privadoporque a exposição acaba inibindo néporque essa essa crítica mesmo queconstrutiva às vezes ela pode causar umcerto desconforto na gente então a gentetem que ter essa empatia se colocar nolugar do outro e entender que mesmo numanuma quando a gente vai fazer um alertaa gente pode ser sensível a gente temque ser sensível a gente tem que sersimpática a gente tem que falar de umaparte que a gente gostaria de ouvirnão é chegar e falar como é o pessoalposta nas redes sociais sabe tipo nossahoje ela tá horrível essa maquiagem olhaé isso e as pessoas são assim mesmo eachando que tem o direito de fazer issomas se você néaquela mesma pessoa que tá ali falandoisso se ela é ouvir se alguém falandoisso pra ela será que ela ia gostarserá que ela se sente bem eu duvido euduvidoeu tenho a certeza que essa pessoatambém não ia gostar porque ela também éde carinhosoa única diferença é que ela está atrásde um teclado né do do telefone e entãoé a gente tem que ter essa sensibilidadeprincipalmente nós não é que estamosaqui no canal de moda num canal que agente fala de auto estima que a gentefala de imagem é de como é importanteestá bem com a nossa imagem e como agente está bem com o nosso emocionalinfluencia em todo o restante do nossodia nos nossos relacionamentos porque aínão tem só a ver com o nossorelacionamento do espelhomas a gente está sentindo bem com agente a gente também se relaciona melhorcom o marido com o namorado no trabalhoentão a parte emocional tem muito a vercom o nosso desenvolvimento e nosso bemestar em todas as áreas da nossa vida néea partir do momento que a gente criticae desestabilizam uma pessoa de uma formatão cruel é complicado né então a gentetambém tem que ser um auto crítica aíentão nosso também na hora de criticar porque a gente tem que pensar assimpor exemplo essa menina que fez estacrítica é comigo sobre o meu corposim fosse eu tivesse um problema com omeu corponaquele dia eu não teria mais postadonenhum vídeo aqui no canal corda porqueeu ia pegar aquilo pra mim porque eu jáestava insegura eu já estava me sentindomal a ela veio e validou aquilo que eujá pensava sobre mim porque é issotambém que a gente tem que parar prapensar que às pressas as própriaspessoas já têm um senso autocríticoentão dependendo da forma que a gentecoloca aquela críticaa gente pode reforçar de uma formanegativa o medo de exposição daquelapessoao medo de interagir disse quem ela ée e também é justamente nesse assuntoque a gente vai entrar sobre o livroentão vou só fazer as perguntas aqui pravocês notarem aí é brincadeira acreprimeira pergunta que a gente tem quefazer quando a gente recebe uma críticaa gente tem que perguntar se perguntarnef aquela crítica é sobre uma atitudesoa ou em um comportamento que você teveou se é uma crítica sobre vocêentão por exemplo a sua amiga vem falanossa ele saiaolha se usa saia mas eu acho que essasaia em e cumprimento não ficou bacanatalvez se você cortar se a um pouco elavem aquela questão de alerta de correçãomas como alerta néjá te dando um toque para melhorar agoraela vem e fala se em nossa nossa seucorponem parece que é tão bonito com essasaiaela fez uma crítica sobre você nésobre o seu gosto pessoal então éinteressante a gente entender quando agente fica chateada com esse tipo decrítica está tudo bem tudo bem não temproblema ficar chateada porque a gentetambém fica com essa sensação é que nãopode ficar chateado quando recebe umacrítica mas nesse caso a gente podeporque o pessoal não criticou é algoexterno ela criticou você sua escolha eisso mexe com a gentepor mais que seja algo bobo então tátudo bem ficar chateadosó que aí você tem que entender e tentarfiltrar o que você pode tirar de bomnaquilo alibom então ela falou que a saia não ficoulegal no meu corpo é você pode no ato sevocê tiver essa frieza fazer umapergunta mas e aí o que você achou comovocê acha que ficaria legal porque vocêacha que esse aqui não ficou bacana se apessoa não souber responder talvez ela acho que você ficou muito legal elanão quer ver você usando mas é se elativer resposta então talvez aquelacrítica possa sim ser construtiva e apróxima pergunta é quem quem é aquelapessoa que criticouaí a gente também tem que se perguntarquando a gente se pergunta quem é aquelapessoa se que criticou a gente tem que étentar entender assimserá que aquela pessoa que conhecesuficientemente para fazer uma análisesobre vocêporque às vezes a pessoa está fazendouma análiseela não te conhece direito então àsvezes ela está fazendo uma análise muitosuperficial ea gente não precisa levarprocuração porque aquilo não é 100%verdade néagora é outra outra resposta também émuito bacana que está inserida dentro dequem é essa pessoaessa pessoa é uma pessoa que você sabese gosta realmente de vocêse é sua amiga se é qué vê você bementão é bacana também ajuda aí aentender aquela crítica e também é nocaso das meninas aí quando é por ummotivo profissional ou às vezes vem umacrítica é de uma pessoa que tá falandosobre um assunto uma escolha sua mas elanão entende nada sobre aquele assuntoentão é os críticos maiores críticosde da vida não é que são aquelas pessoasque elas conseguem opinar elas têm umaopinião formada sobre tudo mas às vezesela tá aí criticando por criticá turnoimpulso mesmo e ela não tem base nenhumanaquela crítica que ela está fazendoentão é por exemplo marido adora fazerisso né opinar nos nossos lucros mas àsvezes não entende de moda e não entendede onde o que ele não sabe que estáusandoele não sabe o que fica bem com que eleestá fazendo aquela crítica baseada nosenso estético dele que às vezes não temnada a ver com seu não tem nada a vercom nada e ele simplesmente ele quer quevocê use só o que ele acha bonito entãoassim parou analisou meu marido não é umexpert em moda ele não é nenhumconsultor de imagem então tudo bem elenão gostar nése você tiver seguro daquilo ali vocêconsegue usar você sabendo por que vocêestá usando aquela roupa e com queintenção você está usando aquela roupavocê vai conseguir passar mais fácil masàs vezes é bacana a gente entender issotambém né tipo é eu eu eu trabalho né eutrabalho aqui com edição edição de vídeoe às vezes vem uma pessoa que fazuma crítica mas assim sabe aquela pessoaela às vezes eu paro sempre me perguntarse essa pessoa já perdeu um dia da vidadela pra editar um vídeo né porque àsvezes as pessoas criticam e falam sobrealgo que ela não domina o que elas nãoentendem que elas nunca fizeramentão a gente tem que fazer essapergunta e também leva a população vaiconseguir ultrapassar isso daí entendero que a pessoa tenha opinião sobre esseassunto mas ela não dominaela só que deixar registrado na opiniãodela okmuito obrigada mas pra mim não agregounesse caso é então a gente tem queentender e conseguir fazer essafiltragem tão bem quando a gente sepergunta é de uma pessoaquem é aquela pessoa alegre que criticoua e também uma coisa muito bacana é agente também quando a gente conheceaquela pessoa nessa gente sabe quem éaquela pessoa é uma pessoa mais próximaa gente também tem que se perguntar seessa pessoa é uma pessoa que se cobrademais porque normalmente essa pessoaque se cobra demaisela vai ser uma crítica mais dura porqueela é uma autocrítica muito severa comela mesmaentão às vezes ao não quer tirar essedireito de errardora quer que você seja perfeita porqueela sofre todos os dias tentando serperfeita então é bacana também na horaque a gente faz essa pergunta sobre quemé essa pessoa a gente ter essa respostaque ajuda fica mais fácil entender né eaceitar a crítica daquela pessoa e porúltimo é a gente se perguntar se aquiloali tem alguma verdade sim você né ouviuaquilo tem alguma verdade a gente sempresabe se tem alguma verdade é claro quenãosabe o porquê a gente está fazendoaquilo qual a intenção que a gente estáfazendo aquiloa gente tem muito medo da opinião dooutro ea gente sempre acaba achando quea pessoa falou tem um fundinho deverdade mas isso é porque a gente estáinseguraentão por exemplo é aqui também no canaleu recebi muitas críticas ao longodesses agora quase três anos de canal ese eu não tivesse muito certa do meupropósitoprovavelmente eu teria desistido né maseu sabia o porquê eu estava fazendo issoeu sabia com que intenção eu estavafazendo isso então é ficou mais fácilpra mim e lidando com ela e isso é pratudo gente por exemplo até nesse casobem simples da crítica sobre dieta né aspessoas tendem a se incomodar quandoalguém resolve fazer dieta eu não façodieta gente quem já conhece aqui canalsabe que eu já fiz uma reeducaçãoalimentar já tem alguns anos mas eu euaprendi a comer depois dessa reeducaçãoalimentar e e pra mim é hoje é uma coisabem tranquila assim mas eu sei que aspessoas se incomodam não vejo isso nomeu cotidiano e às vezes por hoje tambémeu ter mudado muito os meus hábitosalimentares das pessoas também seincomodamfalam que eu como que nem passarinho queeu como muito pouco e fazem críticas arespeito da minha alimentação e eu achoque a alimentação assim como o corpo erauma coisa que as pessoas não deveriamnunca em hipótese nenhumase você não foi solicitada se você nãorecebeu nenhuma pergunta se você nãoteve nenhuma abertura pra fazer umcomentário sobre alimentação daquelapessoa sobre o corpo daquela pessoavocê não deve fazer nunca jamais sabedevia ser uma lei assim federal porque aalimentação ela está muito ligada tambémcom o emocional das pessoas então muitaspessoas acabam édando como a parte emocional usando acomida né seja pra é não comer ealcançar o corpo que ela acha ideal e aídesenvolvendo uma anorexia uma bulimiaentão é algo muito sério a gente precisamuito ter cuidado na hora que faz umacrítica sobre uma alimentação de umapessoajustamente por essa responsabilidade quea gente tem de mexerrealmente como a parte que a gente nãosabe não é superficial a gente não vê née às vezes a pessoa desenvolve umabulimia anorexia um monte de outrostranstornos alimentares só sobre umcomentário que você desceu seja pelaalimentação o pelo corpo dela então é eeu vejo que é uma coisa que é tãonatural das pessoas porque por exemplo émesmo não fazendo dieta e recebe muitascríticas da forma que eu me alimento eeu nem me alimento de uma forma tãoabsurda e quando as pessoas estãofazendo dieta então é absurdo oscomentários que eu vejo outras pessoasfazendo e que provavelmente se aquelapessoa que foi uma pessoa que estápassando por problemas emocionais e temalgum distúrbio alimentar aquelecomentário vai prejudicar aquela pessoaentão a gente tem que ter essa autoanálise porque essa pessoa ela não vaiconseguir filtrar ela vai pegar isso praela porque ela já está insegura masmuitas vezes ela não sabe o porquê ela comendo daquele jeito é nossa nãoestá certa de que aquilo que ela estáfazendo é certo então ela não sabe muitobem porquê que realmente está fazendodieta ela já está desestimulada porqueela tá com fome ela irritada ela tá seprivando de coisas e aí vem alguém e fazum comentário e destrói a dieta delaentão é muito interessante a gentetambém é fazer essa análise de será quetem um fundo de verdadese você identificou se você seidentificou com aquele comentário dapessoavocê tem que ver se não é só insegurançasua ou se a pessoa realmente está certaporque às vezes a gente acha que opessoal tá certa mas é só porinsegurança mesmo mas tem casos que agente identifica que está certo que apessoa tem razão é então às vezes apessoa vem e critica o trabalho que vocêfezmas assim foi você que fez aqueletrabalho então tem vezes que a pessoavai ver e você vai ter a certeza que apessoa está falando bobagem não fui euque fiz eu tenho certeza esse trabalhoestá impecável eu dei o meu melhor e eleestá incrível e aí você se puderanneleen dessa sua certeza e entende queaquilo é um comentário que veio dapessoa e que tá baseada no no padrão dequalidade dela née que às vezes não é o seu então tudobem não tem problema nenhumagora o que é bacana a gente vê que àsvezes a gente fez aquele trabalho agente sabe que ele não está 100%a gente sabia que podia ter feito melhora gente sabe que ele está cheio defalhasaí quando vem essa crítica dói dóiporque muitas vezes a gente sabe que eleestá com problemaa gente queria ter feito ter feitomelhor mas às vezes a gente nãoconseguiua gente tem limitações e às vezes vocêpassou por problemas você naquela semananão teve uma semana bacana aconteceraminúmeros problemas na sua vida e que nãote ajudarão a noite permitiu que vocêfizesse um bom trabalho aí você sabe quede fato a pessoa está fazendo umacrítica de algo que é verdadee aí você tem duas alternativas ou semfaz o trabalhoou você explica a situação olharealmente nesse trabalho aqui eu achoque eu não dei o meu melhor eu nãoconsegui dar o meu melhor e aconteceuisso isso isso eu tive esses imprevistose aí você dá a opção pela pessoavocê quer que eu faça né é onde eu possomelhorarqual o ponto você acha que aqui eu possocolocar o meu esforçoo meu trabalho e dedicar o meu tempopara tentar melhorar esse trabalhoentão é uma troca bacana é um feedbackmuito bacana e que eu acho assim que émuito válido quando a gente identificaque tem algo realmente errado e aítambém é uma crítica sempre muitoconstrutiva porque a gente sabe no fundoa gente sabe que tem um probleminha alientão tudo bem née aí a gente consegue evoluir tambémconsegue melhorar quando a genteidentifica essas falhas é teve uma épocatambém que tive muitas críticas aqui nocanal foi assim que eu mudei para esteapartamento e era sobre o áudio nossaapresentar ao brasil e tinha muito eco eeu fiz tudo todas as gambiarras que oyoutube conseguir ensinarna época eu fiz e eu lembro assim que eucolocava dois colchões de solteiro doquarto da júlia tem uma belicheeu colocava dois colchões assim e caixasde de pilão caixas de papelão pela salae um edredom também porque eu vi quetapete também ajudava a fao é e mesmoassim não resolvia e aí isso durou mesesaté eu conseguir ter né mas móveismelhorar também a qualidade de som dacâmera e tudo mais mas assim e aí eusabia que todo o vídeo tinha críticas eque ia ter críticas e estava tudo bem aspessoas estavam reclamando e reclamandocom razão mas aquilo me impediu degravar vídeo pra vocês não porque porqueera o que eu tinha para oferecendo nomomento então é era justamente nesseponto aqui que eu queria chegar comvocês né a gente tem que ir e até euqueria dar a dica também desse livro pravocês que é o livro da dre brownela é uma pesquisadora comportamental eeu tive indicação desse livro do meucurso de análise do comportamentoao eu achei assim o fantástico já pelotítulo não foi um dos primeiros que eume interesseié eu também gosto muito do maine 7 temmais de 7 que é muito bacana e recomendopara todos já recomendei também algumasalunas e é muito bacana também pradesenvolvimento pessoal e o w lembraoele é muito bacana porque ele é muitopertinente dentro desse assunto que agente está falando sobre críticas e e aíquando a gente com o livro dela eleparte do prefeito que a gente é precisase expor a gente precisa ser vulnerávela gente só vive o nosso propósito devidaa gente só se apropria do nosso poderpessoalquando a gente se torna vulnerávelquando a gente se expõe e quando a gentese permite errar então é a coragem opreço mão do título é a coragem de seremperfeito então livro dá um livro bemtécnico ela fez um mapeamento de todasde todas é as os comportamentos dospadrões humanos e conseguiu identificaronde a gente deposita mais o nosso focoque normalmente na falta e também o queque as pessoas que conseguem se destacarpessoas que conseguem ter uma qualidadede vida melhor que conseguem reagirmelhor as críticaso que essas pessoas fizeram né forampessoas que se expuseram que se édeixaram ser vulneráveis e elasconseguiram assim se apropriar da sua doseu poder pessoal porque a gente fala depoder pessoal ea gente imagina queaquela pessoa poderosa que sai andandode peito estufado de cabeça erguida eque não é precisa de ninguém e não éissoa gente se é tomar a vacina é o nossopoder pessoal é a gente ter noção dasnossas qualidades de noção de que agente não é melhor do que ninguém masque a gente é um ser humano em constanteevolução e buscando a melhora contínuasó que a gente não consegue a maioriadas pessoas se travam justamente porcausa do medo da exposição por causadessa vulnerabilidade que a exposiçãotraz ea gente só consegue é essa éalcançar realmente viver de acordo com oque a gente nasceu para ser de acordocom a nossa essênciaquando a gente se libera de todos essesmuros né da falta da exposição porque averdade é que quando a gente decidiu quea gente vai fazer algo seja a nossaalimentação não é como no caso de quemvai fazer uma dieta seja é a hora que agente decide usar uma roupa seja na horaque a gente escolhe um curso seja até éna hora que a gente escolhe o jeito quea gente vai educar os nossos filhosa gente nunca vai ter a aprovação decinco por cento das pessoas que vivem ànossa voltanem das pessoas da nossa família eamaioria das pessoas acabam se limitandojustamente por causa desse medo dacrítica à então eu não vou colocar o meufilho pra fazer aquele tipo de esporteporque vão achar que o meu filho éafeminado a não vou colocar ele prafazer ginástica olímpica porque vãoachar que ele é afinadoentão as pessoas se limitam muito sepreocupando justamente das pessoas maispróximasna hora de tomar uma decisão e aí quandoa gente fica muito preocupado com o queos outros vão pensar e com é esse medode ser considerado um perfeito pra quemvive meca gente gosta principalmente esse medode ser considerado em perfeito ele acabalimitando a gente não deixando a genteviver de acordo com o que a genteacredita e que faz bem pra genteentão respondendo agora é sobre aprimeira pergunta que eu fiz pra vocêslá no começo é que a opinião dos outrosela te limita ou ela te define então euvou responder hoje é hoje ela não limitae ela também não me defini porque é adefinição do que eu sou é poucas pessoasconseguem dar 100% porque são aquelaspessoas que realmente comem aqui umquilo de sal com um amigo dentro de casaentão talvez o que ajuda falar o que omeu marido falar vamos definirtalvez essas duas pessoas consigam medefini mas o restante das pessoas nãoeles têm uma visão externa de umaparcela minha então algumas pessoas vãoter uma visão minha como professoraalgumas as pessoas vão ter uma visãominha sobre as minhas postagens noinstagram algumas vão ter sobre os meusvídeos aqui no youtube algumas algunsfamiliares vão ter uma opinião sobre mima respeito daquilo aquela vivência queelas tiveram comigo mas elas nãoconvivem comigo 24 hora pra conseguir medefinir na tela na totalidade porqueassim como você eu sou um ser humanocomplexoa gente é muito complexo é um ser humanoé muito complexo então o que alguém falasobre você não pode definirnunca nunca porque é com certeza aquelapessoa ela vai sempre ter uma visãobaseada no que ela você mas tambémcarregada com o que ela acredita ser ocerto ser o padrão de comportamentoidealela está falando baseadagostos pessoais dela ela está falando arespeito do senso de estética dela entãoé como que aquela pessoa vai definir naé complicado a gente deixar essaresponsabilidade na mão do outro eagente aceitar que o outro tem esse poderé porque a gente está dando um poderpara aquela pessoa muito grandeela tá te definindo mas ela nem conheceela nem convive com vocêàs vezes ela está tendo uma visãocompletamente distorcida e avisam queela tem sobre você pode desanimaràs vezes deixar triste com você mesmomas às vezes há mais aquela opinião elanão é 100% verídica né agora as pessoasmais próximas de você talvez sim mas sevocê for uma pessoa também que tem umrelacionamento com elas que seja muitopróxima que se mostre que se mostravulnerável também que fale muito sobreas suas emoçõestalvez essas pessoas consigam sentirdefinem mas nem sempre né então a genteprecisa ter essa clareza e uma questãoque eu queria comentar com vocês éjustamente é sobre issoa opinião dos outros ela nunca medefiniu eu nunca tive muito problema comisso porque eu sempre entendi isso que ooutro ele tem a opinião dele baseado nasconvicções e nas vivências nasexperiências e não gosto dele né que nemsempre diz o que a gente é na totalidadeeu sempre tive um pouco essa clareza masé o que os outros pensavam sobre mim eque pudessem vir a dizer sobre mim melimitou por muitos anos da minha vida emtalvez algumas de vocês se identifiquemcom isso e é o mais engraçado é que eunão sabia que me limitava eu demoreimuito tempo para descobrir isso estoufalando aqui abrir meu coração mesmo quevocês porque assim é minha mãe não fezaí não sei se já foi embora mas a minhamãe tava aí ela podia falar se eu fuiuma boa filha ou não mas eu eu semprefui uma boa filha não nunca fui aquelafilha que deu trabalho e que precisavaser corrigida sabe levar umas palmadasda mãe de aprontar com o meu irmão masassim do meu pai mesmo nunca apanheientão é fui aquela criança mesmo que elafilha boazinhaé na escola nunca de trabalho sempre umaboa alunadepois eu entrei para o mercado detrabalho comecei a trabalhar muito cedocomecei a trabalhar com 14 anos eu nuncafui mandar embora eu trabalhei numsistema de aprendizado dos 14 aos 18 eaos 18 eu fui efetivada em uma empresaem um ano de trabalho eu mudei trêsvezes de cargo ganhava muito bem efiquei trabalhando nessa empresa pormuito tempo até ter um problema de saúdee é o mais engraçado é que eu nunca fuiuma pessoa que tive que lidar comcríticas porque como eu sempre fui umapessoa muito solícita eu sempre fuimuito de ajudar a saber de quereremettalhi de prontidão em ajudar os meuspais em ajudar as minhas amigas emajudar e colaborar no trabalho para vero trabalho crescer então por esse motivoeu nunca foi exposta a críticas de umaforma intensaentão é meio que tipo 'ah eu achava queele dava muito bem com as críticasporque porque não levava críticas entãoé muito fácil néum dia perguntei por uma cliente flasholha você usa muita estampavocê tem algum problema em usar aestampa o fla não tem problema nenhum emusar a estampasó que a gente vai ver ela não tinhanenhuma estava no guarda roupa entãoestava explicado né ela não tinhaproblema de usar a estampa porque elanão tinha tampa e no meu caso também foio mesmoeu achava que ele dava bem com ascríticas porque não era exposta elas e oque aconteceu é essa essa minhaé parte nerd né de gostar de estudarmuito de gostar é de fazer um trabalhobem feitoessa questão de ser uma pessoaextremamente dedicada isso de algumaforma também acabei pegando meio que unstoques de perfeccionismo que ao longo davida me acabaram também deixando maislimitada porque eu me cobrava demais euera muito autocrítica e é nesse caso nomeu caso específico a doença veio tambémde uma forma pedagógicaela veio para me ensinar que eu tinhalimitações sim que nem sempre eu iaconseguir fazer um trabalho perfeitoporque eu estava com limitações físicasentão era aquela pessoa assim se eufosse fazer uma faxina é dava pra comerno chão que limpava porque eu faziafaxina bem feita e quando eu tiveproblema de saúde eu tive que me adaptaràs novas condições e saber que nemsempre eu ia fazer um trabalho bem feitoentão fui aos poucos entendendo que oque há de lembrar um fala no livro delaque é feito é melhor que perfeito né queassim pra mim é é uma frase muito usadano meio dos colts e também na parte dedesenvolvimento pessoal e assim hoje pramim na minha vida é assim meu lema devida isso faz muito sentido pra mimporque eu sofri por muitos anos mecobrando por não conseguir atingir aperfeição ea hora que eu li o livro delasim tipo sabe várias fichas caíram e eufalei gente é isso é isso sabe eupreciso ter mais esse conceito na minhavida e eu preciso começar a a tercoragem de 100 perfeita e fazer o meumelhor né e ter a consciência de que ofeito é melhor do que perfeito porque àsvezes a gente não consegue mesmoalcançar a perfeição porque a gente temlimitações com todo mundo temimitações então aceitar e incorporar asnossas imperfeições é um ato de corageme é um ato que acaba deixando de limitargente e eu percebi que o medo da críticaeo medo da exposição e pelo medo daopinião das pessoas me limitavajustamente quando eu fui dar um passo decriar um blogeu criei o blog será um um chamado muitogrande que eu senti também depois depassar por esse problema de saúdeeu fiquei um mês criando o meu primeiroblog eu criei sozinha eu passei um mêsde treino à noite trabalhando nesse blogquando eu criei o blog eu coloquei umacaixa de facebook eu não sabia masaquilo tipo bem a leia tudo não équerendo fazer as coisas sozinha aquelacaixa do facebook publicou o meu blog nomeu facebookolha só eu estava há um mês trabalhandonão tinha contado para ninguém e eusempre falo falando com deus meu deusque a gente sempre coloca aresponsabilidade em deus não tem nada aver com isso eu falava sempre a ele olhase não for da vontade do senhor tiraessa vontade do meu coraçãomas é claro que quem colocou essavontade do meu coração era ele em queele fez ele ajudou a publicar que ono facebook algumas amigas minhas viramminhas viram e começaram na mensagem otreino seu bom e adorei no seu queque e aí nós eu fiquei assim muitoenvergonhada muito mesmo com o pavor éassimmas aí depois que estava e demorei emalguns dias para voltar a escrever noblog que eu já tinha escrito váriosposts e elas leram e gostaram tudo e aío meu marido começou a assistir olhavamos tirar fotos e não foi o que queriatirar foto não sei o que vão tirar fotoo primeiro dia que eu fui tirar foto éeu estava muito bem estava muito seguramas chegou no meio da rua eu entrei eutive uma crise de choro eu comecei achorar e assim é o medo que eu não tinhaconsciência mesmo mas a linha me deiconta foi nossaagora as pessoas que me conhecemenvolver e não vou entender vão acharque eu tô achando que eu sou o que euqueroo modelo agora depois de velha quero sermodelovão achar que eu sou fútil vão achar queeu não sou inteligente porque a gentetambém que nerd tem um pouco depreconceito com a moda achando que aspessoas vão ver a gente de uma formafútil e e aí eu comecei a fazer todosesses questionamentos com ele e elefalou pra mim olha o que você estáfazendo isso e foi muito bom assim éeliminar esse momento de clareza e olhapara mostrar a roupaele foi então você está querendo semostrar ao mostrar o filme mostrarároupa ele foi então tudo bem então vamoslá se vai mostrar a roupa é esse seutrabalho né você não quer ser modelophenomsó então tá tudo bem e é justamente issoali eu tive a certeza do que eu queriafazer do porquê eu estava fazendo aquiloe eu consegui continuar mas eu fiqueipetrificada fiquei ali paralisado e seeu não tivesse tido o apoio dele euteria parado e eu não teria edu adianteentão é bacana a gente ter é essaclareza do porque a gente está fazendoisso e aquilo faz sentido para a gentenão se importarmesmo com a opinião dos outros e o queaconteceu nesse processo realmentealgumas pessoas próximasalgumas amigas não entenderamé eu procurei se afastaram eu procureitentem conversar tentar entender o queestava acontecendo três amigas muitopróximaseu perdi com ngog e eu tentei atrásquestionar tentar entender e tentar vero que eu podia fazer para resolver eelas não conseguiram me dar uma respostaentão assim é talvez elas não seencaixavam mais é na minha vida e talvezeu também não encaixava mais na delaspor julgamentos por achá que eu mudei etudo bemdoeu muito tempo eu fiquei muito tempomuito triste com essa pergunta mas hojeeu acho que foi uma seleção natural davida nem a gente tem que também entenderaceitar que nem todo mundo vai apoiar osnossossonhos e aí deus foi trazendo tambémpessoas pra minha vida que tinha o mesmopropósito que eu mesmo sonho que eu eagente foi se ajudando mutuamente naépoca da tarde diana que já cansei decomentar nelas aqui e isso também émuito bacana é a gente procurar pessoasque pensam como a gente née isso foi o que aconteceu comigo agoraquando eu vi e vim aqui e ainda no blogfoi muito legal foi um período muitolegalé eu fico muito feliz muito orgulhosa deter assistido nesse projeto porque oblog foi longe o nome chegou com umagente tinha uma média de quase 200 milvisualizações por mêsa gente chegou a ser indicado para umprêmio então assim as coisas deram certoe foi muito bom eu tenho exposto mas oque aconteceu o blog ele é um espaçoprivado as pessoas se identificam blogcomo um espaço privadoentão elas entendem que elas estãoentrando dentro da sua casa e dentro dasua casa elas não têm um pouco mais alinha então nunca recebeu uma crítica noblogfoi muito engraçado assim quase cincoanos que o blog ficou ativo no areu nunca recebi uma crítica no blog foiassim incrível mas em sinopeu vim aqui pro youtube[Música]a gente acha que eu voltei agora vamosver gente acha que eu voltei agora vamosver se acha que eu voltei a voltou empara onde eu tava mesmo lembra aí queaté perdi o rumo foi internet aqui caiufoi abaixo onde eu estava mesmo foi naparte do que se perde o fio da meadavamos ver se vocês lembram onde euestavaaquelas coisas que a gente fala que ofilho é que foi a última coisa que eufalei pra ver esse filme estavaescutando a do blog após foi é aí quandoa gente a gente quando eu vim pro oyoutubenossa foi um eu fui um choque assimporque é por mais assim eu não possoreclamar eu não reclamo mesmo eu achoque o meu canal assim é um canal que agente tem uma comunidade bacana eusempre vejo as mesmas meninas voltam docomentando e eu vejo que vocês têmquando é vocês fazem críticas eu vejocuidado que vocês têm comigo sabe ésempre uma questão assim de um toque deum alerta de fazer uma correção nosentido bacana sabe então sempredicas construtivas mas é aqui é umterreno fértil assim como o instagrampra pessoas também que vem depositar osseus detritos então quando eu chegueiaqui eu comecei a receber esse tipo decrítica sabe de tipo crítica sobre ojeito que eu falo é e e é interessanteassim a visão é completamente diferentedo blog quando você ali no blogas pessoas apreciam o seu trabalho elasentendem que você tá ali trabalhando ecriando um conteúdo gerando valor navida delas e elas ficam gratuitasentão eu lembro que tinha muito é essaquestão do respeito justamente a pessoaentender que ali você está fazendo umtrabalho gratuito que a pessoa está sebeneficiando disso agora quando a gentevem preto be é complicado porque assimas pessoas entram num canal isso nãoestou falando no meio tá falando tambémdos canais que eu acompanho eu vejotambém a falta de respeito à falta deconsideração que as pessoas têm com osul tubby porque parecem que elas estãopagando para receber esse conteúdo elassão as as pessoas que estão num como euposso dizer a que tipo aquele é umfuncionário dele está trabalhando praele e ele tem que cobrar o resultado queele querbaseado na expectativa dele sabe entãoparece que ela é aquele líder é de umaempresa que está buscando o resultado ofuncionário tem que bater metas que elepré-estabelecido eu mas é complicadoporque quando a gente está aqui né genteestá criando um conteúdo ea gente estácriando um conteúdo mas a gente tá sdo quem a gente é né a gente não é só éuma máquina atrás da câmera e eu achoque a maior parte das pessoas esquecemdisso acho que por não ter se espaçoprivado por ser um espaço público nemter essa diferença ao blog é um espaçoprivado e o canal é um espaço públicoas pessoas acham que tipo aqui podemfalar o que quiserem e aí é crítica 1o meu sotaque criticam a forma que eufalo critica o seu sorriso muito novídeo é interessante isso mesmo assim oprimeiro dia que eu vi é essa críticanão foi a primeira a receber váriascríticas assim e foi muito engraçadoporque eu falei nossas pessoas até issoas pessoas querem que a gente é é atinjaaquela expectativa que ela tem sobre asobre nós naquela criou sobre uma pessoaque tem um canal então é as pessoasfalam nossa não sei com o que você falarindo o tempo todo não dói a suamandíbulapor quê que você fala rindo o tempo todoentão assim ésão coisas que aí a gente pára parapensar que normalmente a crítica ela vemde acordo com uma expectativa que apessoa criou na cabeça delade acordo com o que ela acha que ébacana de acordo com o gosto pessoaldela e por isso a gente não tem que selembrar muito e nem perder muito o nossotempo com com essas críticasentão assim hoje eu consigo falar que eué conseguir lidar numa boa com ascríticas e eu me faço todas essasperguntas que eu fiz pra vocês que euespero que vocês tenham adotado porqueelas me ajudam me ajudaram muito nesseprocesso de aprender a lidar porque euvou falaré pode até ser uma novidade para muitaspessoas mas a gente que está aqui dooutro lado a gente sente as coisas domesmoo jeito né a gente sofre a gente choraa gente tem um dia mau a gente briga como maridoa gente passa fome ele trabalhando eagente tá mal humorado no computador erecebe uma crítica não está legal nãorecebe um cai bem aquela crítica porqueestava ali com o estômago cheio de fomeentão é a pessoa quando o time do outrolado ela não tem noção que a gente sofredo mesmo jeito a gente também temproblemas como todo mundo e que nemsempre agradávela gente sente é a gente vê essa essadorzinha quando a gente recebe umacrítica porque às vezes eu ficava searmas porque toda importância isso aiporque eu não podia ser assim porque agente às vezes que ser né superiorcresceu elevada que se uma pessoa mas éiluminada e não é a gente não é às vezesa gente fica chateada mesmo e no inícioeu sofria mais e é isso que eu queriahoje abri meu coração aqui pra vocês épra falar isso que nem toda a críticavai cair legal mesmoàs vezes a gente vai sofrer três vezes agente vai chorar mas depois a gente temque esperar a poeira baixar e conseguiuidentificar o que é meuo que cada pessoa o que eu possoaprender com esse aqui ou o quê que sabetipo eu não preciso de nada disso esse éum problema da pessoa e não é umproblema meu e se não tem nada a vercomigo e aí é eu acabo eu acabo tipodeixando para lá sabe é é hoje pra mim éeu não perco nenhum minuto da minha vidamas é perdendo tempo com críticas e issojá tirou em alguns momentos a minha baseentão assim é possível lidar bem com ascríticas sim é possível a gente aprendercom elas mas é possível tambéma gente deixar elas pra lá e seguir avida sabe por quêem a maioria das vezes é a gente não temque pegar aquele lixo aquele detrito queoutra pessoa tentando depositar você esabe é falar pega que o filho é teucontinua aí com você que não isso nãotem nada a ver comigoo problema é quando a gente seidentifica com aquela crítica néquando a gente acaba pegando aquilo pragente achando que aquilo realmente tem aver com a gente então era essa amensagem que eu queria passar para vocêshoje eu sei que eu falei demais eu meempolguei demais e eu vou falar bem averdade pra vocês que eu sou sinceroneves perceberam então nessa vai abrirhoje mas hoje eu acordei assim é comtambém com problemas tambéma gente tem problemas eu acordei às seisda manhã para fazer um trabalho queontem eu não conseguir fazer que era acorreção dos exercícios das meninas docurso profissionalizante e eu entrei e omeu computador não abre não abriu passeio dia inteiro tentando resolver issoacho que enfim falar com o pessoal dosuporte e é não conseguir resolverpassei a tarde toda tentando resolveressa questão e ainda assim não consigoabrir todo mundo consegue abrir mas nemno meu computador e nem no meu celulareu não to conseguindo abrir o meu e meioe eu fiquei bem chateada com isso euestava com muita vontade de cancelar aslives de hoje mas eu não sei por que euestava sentindo muito que eu precisavafazer essa laia de hoje então não seitalvez é eu precisava falar sobre esseassunto pra ter uma semana boa talvezalguém aí do outro lado precisava é teracesso a esse conteúdo e ter uma semanaboa então eu vim aqui fazer essa liveoração pra vocês eu vi que vocêsgostaram e e eu estou muito feliz de termundo detém é é preparado separado esseconteúdo pra vocês se estava esperandosôniaque bom se gostou que eu não conseguiaacompanhar um chat de vocês eu vi quevocês escreveram muito falaram muito edepois eu vou assistir essa leve comcalma só pra ficar vendo tudo que vocêsfalaram aqui porque eu quero muitoa brigada sandra sandra robinho deixouum comentário querido maria é isso mesmoo bandarilheiro elisangela é verdade vandaí falou uma coisa muito bonita éporque não dá frutos não leva a pedradasvocê a brigada jura sônia a é complicadoné eu não sei eu senti muito no meucoração de também contar um pouquinho aminha experiência com as críticas porqueeu parei pra fazer essa alta analisaessa semana dá um wiki meninas elas vãover mais vão ver e também atrasadoaqui é uma idéia assim ele chega eledorme no meio da live a porque semanapassada também rolou uma crítica assimuma crítica que quando não vou falar quenão sou baú é rolão é crítica assim é énossa fala pro fala pra quem está à suavoltaé durante a live não ficar conversandonão ficar rindo porque isso demonstramuita falta de respeito e falta deprofissionalismo demonstra muita faltade processo profissionalismo e falta derespeito com as pessoasé a questão é que com o seu trabalho eaí eu parei pra pensar nessa hora tambémeu pensei puxa vida né pessoal estáfazendo uma crítica em cima de uma coisaque ela não sabe né é muito triste issoeu também não peguei pra mim porqueassim eu estava tão feliz tão grata daitáli não sou sozinho assistindo tiagoventura e rindo porque ele estava rindomas ele ficou aqui comigo ele não foipra lugar nenhum ele estava aquiesperando eu acabar a live pra ficarcomigo foi uma semana é que também tinhasido uma semana bem difícil para eletinha machucado ele ficou de fora e nãoteve uma folga no domingo foi a primeirafolga quase dentro de um anoentão foi muito muito bom ter ele noúltimo domingo em casa e aí ele ficou umtempo assistindo tiago ventura nocelular e rindo aqui durante o live dono youtube e depois a gente teve umaleve privada do curso e na live privadado curso foi muito muito engraçado eassim se tivesse sido aqui no youtube euqueria ter tido muitas críticas porqueque aconteceu ele dormiu durante aevitar que ainda ele dormiu durante alive e aí é a júlia chegou ela estava nacasa de uma amiga minha e aí ele dormiuno sofá e que aconteceu a ajuda batendoa eu não queria parar live pra abrir aporta e eu queria muito que eleacordasse eu joguei tudo tudo que eutinha aqui em cima da minha mesa eujoguei e joguei uma blusaaí eu joguei carregador de celular eujoguei a canetaum monte de coisa no chão e ele nãoacordou aí eu tive que levantar no meioda laep lacordaire então assim é eu achoque ele respeita assim o meu trabalho aocontrário do que a pessoa falou tantoque ele estava aqui comigo no domingoque ele podia exigir a minha presença efala olha cancela tudo que está em casae deixa esse povo pra lá e ele não eleficou aqui comigo respeitou demais o meutrabalho então isso foi muito bom muitobom então assim às vezes as pessoasfazem comentáriosbaseado no que elas acham certo né enessa busca pela perfeição o que eunotei é que a pessoa justamente é é umapessoa perfeccionista que fez essecomentário e o que ela pensou nisso nétipo como assim ela deixa alguém dandorisada enquanto ela está fazendo lobby eaí eu penso qual é o problema dessaatenção aqui falou uma pessoa feliz néentão assim são parâmetros e exigênciasque cada umapega pra assim então a gente tem que tábem com a nossa mensagem é com a nossaessência com quem a gente é pois é essalei é a vida real é que a vida real eaté falei isso três meninas na hora dalive que estava tentando acordar ele eas meninas vindo depois eu fiquei tãosem jeito que morrendo de vergonha mesmomas é assim a vida verdade gente masolha então é isso ou a ficar por aqui eque bom que estão mandando eu ia àvontade nos vídeos eu vou eu vou rirmais ta kwai do xingu e que a mandou rioagorasegura agora aguenta a doidaa brigada meninas eu quero eu queromanhã eu vou acordar sendo enquanto meucafé wuaí eu vou fazer o contrário vou assistirvocês aqui vou ver o que vocês falaramah olha não esquece de dar umamoralzinha planilha curto à aula a evitáporque é um conteúdo que eu preparei commuito carinhose mais pessoas virem vai ser bem bacanaentão é dar moral zinha está obrigadaandréia você é uma linda também viumaria regiane em karina muito lindao sua rocha chennai da ai que bom étambém acho bem né o que o ao eu tenhoque pensar na gente mas sou feliz porvoltar e indicando até com isso não masassim eu usei isso como exemplo só pramostrar pra vocês sabe como que às vezesas pessoas criticam uma coisa que nãotem nada ver né que não compromete emnada o nosso trabalho a nossacredibilidade e que tudo bem né a pessoanão gostar não se identificar com agente e essa pessoa ela vai encontraroutras pessoas a que correspondem aexpectativa dela e tudo bem né assimficamos bem eu vou encontrar o meu grupoum grupo de pessoas que se identificamcomigoe essa pessoa vai encontrar a turma delatambém é assim a vida é verdade franciavocê tá aífarina é isso mesmo também peço isso viue esse provérbio é lindoana cláudia beijo van daí o beijo defila é verdade mara idadeé isso mesmo essa vai se preparando né agente vive conversando sobre issoa gente tem que se preparar e entenderque a gente não vai agradar todo mundonão tem problema nenhum nisso né hoje emdia eu sou muito em paz com isso e e eurecomendo viu que vocês leiam procura éo livro que pode ajudar você também sevocê tem alguma dificuldade é o livrocoragem de ser imperfeito da abr e browné muito bom esse livro ele é bem técnicoporque ela é uma é pesquisadora então éuma pesquisadora comportamental tem umaparte técnica ele é grande mas é umlivro fantástico se vocês puderem assimé leão procurem por que vale a penavale a pena sim dá uma van um alíviovizinho sabe deixa tudo mais leve quandoa gente entende tudo aquilo que elaexplica nuno foi seu nono livro delaprincipalmente para as pessoas muitoalto críticas a gente acaba selibertando de muita coisa então meajudou muitoestela a meu deus que linda brigadaestela tela maior do mundo tambéma maioria também tá aí maria sai tenotinha visto a mil é isso mesmoé isso mesmo e no como no livro da lei nbrown fala muito sobre vulnerabilidadeeu quiser que dá um pouquinho do meudepoimento justamente para que a minhavulnerabilidade torne se torne e forçapra vocês sabe que na minhahonorabilidade vocês encontrem forçasporque ninguém está imune a críticasninguém está imune a pessoas que nãoconcordam com o nosso propósito com onosso objetivo com a nossa vontade deviver a nossa verdade de viver a nossaessência nem todo mundo vai seidentificar com isso e tudo bem né cadaum vai seguir o seu próprio caminho ecada um vai encontrar a sua a sua turmamaria que linda l beijo viu o beijo leubarreto também uma queridaobrigada a menina se procure um livro émuito bom muito bom mesmo tá beijo àparte também está aqui beijo parte genteeu fui que ainda tenho dobradinhapara a fazenda tem outra live para fazertá bom beijo tchau tchau fiquem com deusviu uma semana linda pra todos nóstchau[Música]

COMO LIDAR COM CRITICAS – CORAGEM DE SER IMPERFEITO LIVE

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *